Projeto Anamã ganha prêmio por iniciativa sustentável em Belém

O Prêmio Inovação Social Amanco Wavin avaliou inovações que ajudem comunidades vulneráveis e protejam o meio ambiente.

O projeto Anamã, da Enactus, sediado na Universidade Federal do Pará (UFPA), foi o campeão do Prêmio Inovação Social Amanco Wavin, que premiou iniciativas que utilizam o plástico de maneira inovadora com o objetivo de ajudar comunidades vulneráveis e proteger o meio ambiente. O anúncio foi feito no Evento Nacional da Enactus Brasil (ENEB) nos últimos dias 28 e 29 de julho e contou com a presença também de alunos da Universidade Federal do Espírito Santo (UFES), vencedores do segundo lugar.

Alunos do projeto Anamã, da Enactus Brasil, comemoram o título de primeiro lugar no Prêmio Inovação Social Amanco WavinAlunos do projeto Anamã, da Enactus Brasil, comemoram o título de primeiro lugar no Prêmio Inovação Social Amanco Wavin (Divulgação / Enactus)

São oito membros de diferentes cursos de graduação da UFPA que fazem parte do desenvolvimento do Anamã. O projeto surgiu a partir da problemática do alto descarte irregular de resíduos na cidade, principalmente em canais urbanos, o que gera enormes problemas para o meio ambiente. Por isso, a iniciativa busca implementar sistemas de gestão desses produtos em lugares vulneráveis, usando tecnologias sustentáveis e de baixo custo.

Pensando assim, o trabalho criado foi uma ecobarreira, construída com fios de garrafas PET, tubos e conexões de PVC, formando uma proteção que impede a passagem de resíduos nos rios e oceanos. Junto a isso, o projeto criou ecopontos que auxiliam na coleta de materiais recicláveis, contando com o apoio das comunidades e auxiliando o trabalho das cooperativas. 

 

Fonte: https://www.oliberal.com/para/projeto-anama-ganha-premio-por-iniciativa-sustentavel-em-belem-1.571268

Deixe uma resposta