Mulheres privadas de liberdade produzem peças para desfile no Amazônia Fashion Week

‘Trabalho delas é riquíssimo e é necessário estimular esse potencial’, disse estilista que assinou coleção. Além de produzir, internas participaram do evento de moda no Espaço São José Liberto em Belém.

Mulheres do Centro de Reeducação Feminino (CRF) de Ananindeua, que fazem parte da Cooperativa Social de Trabalho Arte Feminina Empreendedora (Coostafe), participaram no Amazônia Fashion Week, em Belém, a partir de peças confeccionadas por elas em parceria com a estilista Alcimara Braga.

“O trabalho delas é riquíssimo, tem bordado, crochê, macramê, costura, elas sabem fazer de tudo, e é necessário estimular esse enorme potencial. Elas ainda não têm dimensão do quanto o trabalho delas pode ter uma grande visibilidade”, afirma a estilista que assina a mini coleção.

“Metamorfose – Chegou a hora de voar”‘ é inspirada na borboleta Blue Morpho, presente na Amazônia, e também na transformação que mulheres vivem dentro da Coostafe.

O tutor da Cooperativa e assessor de projetos da Secretaria de Administração Penitenciária do Pará (Seap), Gerson Santos, essas mulheres estarem em um local como o Espaço São José Liberto é muito simbólico.

“Hoje eu vejo mulheres privadas de liberdade promovendo arte e cultura, mostrando pra sociedade que é possível mudar desde que elas tenham uma oportunidade para que isso seja possível”, ressalta.

Fonte: https://g1.globo.com/pa/para/noticia/2022/11/14/mulheres-privadas-de-liberdade-produzem-pecas-de-colecao-do-amazonia-fashion-week.ghtml

Deixe uma resposta