A IMPORTÂNCIA DA LIDERANÇA FEMININA NO COOPERATIVISMO

Fala, Geração! Como vocês estão?

Hoje viemos trazer um assunto muito legal aqui no nosso blog! Vamos falar sobre como as mulheres estão ganhando cada vez mais reconhecimento, influência e importância nas cooperativas brasileiras.

É o caso da Micheli Bresolin Jacoby, 31, que assumiu em março a presidência da Coomafitt (Cooperativa Mista de Agricultores Familiares de Itati, Terra de Areia e Três Forquilhas), no Rio Grande do Sul, e hoje é uma das 100 Mulheres Poderosas do Agro pela Forbes Brasil. Vem com a gente descobrir que onde tem liderança feminina, tem representatividade!

A cada dia que passa, a presença feminina nas empresas e organizações se torna mais efetiva e positiva. O que nos deixa ainda mais contentes é saber que elas estão ganhando posições de liderança e destaque na sociedade, nas cooperativas e no agronegócio. É o que apresenta a lista das 100 Mulheres Poderosas do Agro divulgada pela Forbes Brasil.

No ranking, encontramos superpoderosas dos segmentos de produção de alimentos, pesquisa, empresas, foodtechs, consultorias, instituições financeiras, políticas, entidades, grupo e influenciadoras digitais.

Entre os nomes, está o de Micheli. A jovem agricultora e liderança representa uma importante figura feminina dentro do cooperativismo gaúcho. Aos 24 anos, já ocupava o cargo de coordenadora da produção de alimentos da Cooperativa e, em seguida, assumiu como vice-presidente. Além de ser presidente da Coomafitt, atua também como diretora da Cresol, no município de Itati.

 

Sobre a Coomafitt

Localizada no litoral norte do Rio Grande do Sul, a Coomafitt tem 15 anos de história e reúne 223 famílias que produzem 6,4 mil toneladas de 88 variedades de alimentos vendidos sem atravessadores. Todos os 272 associados têm acesso a uma plataforma digital que auxilia no controle dos cultivos e garante a rastreabilidade adequada da produção. O uso da tecnologia vem mudando a rotina dos agricultores que, unidos e conectados, estão alcançando resultados importantes e se diferenciando no mercado.

Leia mais  E se os 7 Princípios do Cooperativismo fossem Filmes?

Mulheres protagonistas no agronegócio

O Geração Cooperação não poderia deixar de conversar com a Micheli! Ficamos curiosos para saber qual foi a reação ao descobrir que estava na lista, entre outras representantes do movimento de mudança no campo. “Fiquei surpresa, não esperava”, conta a jovem.

A Forbes Brasil aproveitou o Dia Internacional da Mulher Rural, comemorado no dia 15 de outubro, para lançar a sua primeira lista “100 Mulheres Poderosas do Agro”, com nomes que estão transformando diferentes segmentos do setor.

Sobre a importância de um feito como esse, Micheli acredita que é uma grande valorização tanto da liderança feminina quanto das coops. “Para mim e para todas as mulheres foi bem importante, porque é o reconhecimento do nosso trabalho. Acho que para todos os setores. Principalmente em uma atividade que nem a nossa, que é uma cooperativa de produção e que são pequenos agricultores. Isso muito me orgulha”.

A líder ainda defende que esse acontecimento pode inspirar mais mulheres a fazerem parte do cooperativismo, inclusive dos Conselhos que acontecem nas coops.

Temos muitas leitoras jovens que acompanham o nosso blog. Qual mensagem você gostaria de deixar para quem está iniciando agora em uma cooperativa, mas que também almeja alcançar uma liderança?

“A mensagem seria lutar sempre e nunca desistir de seus objetivos. Mesmo em cenário e tempos difíceis, temos que nos reinventar sempre. E o principal: saber que todo o nosso esforço valeu a pena”.

Além da Micheli, o ranking tem outras mulheres cooperativistas por lá! Confira quem são:

  • Tânia Zanella, superintendente do Sistema OCB;
  • Aureliana Rodrigues Luz, presidente do Sistema OCB/MA;
  • Cecília Falavigna, cooperada da Cocamar e bicampeã nacional em produtividade de soja;
  • Debora Noordegraaf, coordenadora da Comissão Mulher Cooperativista da Castrolanda (PR);
  • Ministra da Agricultura Tereza Cristina, uma grande influenciadora do coop.
Leia mais  Perfil: Guilherme Pagnussatt // Cantando o cooperativismo

Fonte: Geração Cooperação.

Deixe uma resposta