Hora de lembrar do maior evento do cooperativismo da região sudoeste da Bahia #tbt

O maior evento do cooperativismo da região sudoeste da Bahia, o Coopera Sudoeste, ocorreu nos dias 17 e 18 de julho de 2019 no Centro de Cultura Camilo de Jesus Lima, em Vitória da Conquista, reunindo dirigentes, gestores cooperativistas, bem como públicos de interesse. Idealizado pelas cooperativas Coopmac, Sicoob Credcoop e Sicoob Crediconquista, em parceria com a CTES e Unimed Sudoeste, com apoio do Sescoop/BA e da OCEB, o Coopera Sudoeste tem a previsão de acontecer de dois em dois anos, sendo que nessa primeira edição o tema central foi “Desenvolvimento sustentável das cooperativas do Sudoeste da Bahia”.



ABERTURA E HOMENAGENS

A abertura aconteceu no dia 17 de julho de 2019 com as boas-vindas dadas ao público pelo presidente do Sistema OCEB, Cergio Tecchio, pelo Secretário de Finanças de Vitória da Conquista, Jonas Sala, e por Márcio Freitas, presidente do Sistema OCB, que proferiu a palestra magna da abertura.

Na sua fala, Tecchio refletiu acerca do cooperativismo no cenário atual, das possibilidades de crescimento desse modelo de negócios que traz desenvolvimento econômico e social, tanto nacionalmente, quanto regionalmente, como é o caso do sudoeste baiano.  “Esse evento é para mostrar um pouco o que a região faz, o que ela desenvolve, o que ela produz, o que ela pode dar para a população e para os pequenos municípios da região. Cada vez mais, Conquista aparece no cenário baiano e brasileiro do cooperativismo e isso é muito importante”, disse.

 

 

Representando o prefeito da cidade, o Secretário Jonas Sala ressaltou que as cooperativas são estruturas econômicas importantes, pois além dos princípios éticos e interesse pela comunidade, é um sistema que distribui renda de forma mais igualitária e incentiva a capacitação dos associados. “Vitória da Conquista é um celeiro do cooperativismo e eventos como este estimulam e divulgam o trabalho desse sistema, que, sem dúvida, melhora a nossa sociedade, produzindo e distribuindo riquezas”, completou.

Durante a sua palestra, o presidente Márcio Lopes apresentou um panorama do sistema cooperativista no Brasil e no mundo, o trabalho de representação que o Sistema OCB tem feito na defesa de importantes pautas favoráveis ao cooperativismo, além do compromisso do sistema cooperativista com o desenvolvimento sustentável. Em relação ao evento, ele comentou: “A ideia base ao organizarem o evento é muito interessante porque é sumamente cooperativista. A cooperativa não é um negócio que sai de fora, ela é um negócio que vem de dentro, que vem da base, então, eu acredito muito nisso, na sustentabilidade do cooperativismo porque ele age dessa forma, portanto, tem um ambiente muito propício para o desenvolvimento”.

 

 

Como dito pela Srtª. Elicarla Queiroz, presidente da Cooperativa de Trabalho Especializada em Serviços- CTES:

“É de extrema importância um evento dessa grandeza em nossa cidade, onde existe a possibilidade de levar o conhecimento sobre cooperativismo à comunidade e fortalecer os laços com as cooperativas locais.”

Ela cita que entre os sete princípios do cooperativismo, está a Inter cooperação e parceria entre as Cooperativas, o evento evidenciou essa proposta.

Ressalta que a CTES se dedica em realizar eventos sociais, conforme preconiza o princípio do Interesse pela Comunidade. Isso abrange todos os municípios nos quais a CTES executa suas atividades.

As cooperativas enfatizam o desenvolvimento sustentável de suas comunidades através de políticas propostas e aprovadas por seus associados.

Na primeira noite do evento , a abertura foi feita pelo presidente do Sistema OCEB, Sr. Cergio Tecchio, que deu as boas vindas a todos e destacou a presença do presidente da OCB, Márcio Lopes e de todos os dirigentes das cooperativas participantes da realização do evento, inclusive a CTES, momento que teceu um elogio: “Parabéns ao pessoal da CTES, o trabalho de vocês é maravilhoso.”

Posteriormente, Sr. Cergio destacou o momento que o cooperativismo está vivendo:

“ O cooperativismo tem que estar no meio do povo, o cooperativismo é feito de gente. Nosso objetivo é ter no mínimo 2 milhões de baianos sócios de cooperativa na Bahia, o desafio é muito grande e cada cooperativa tem o enorme compromisso de expandir. ”

O primeiro palestrante do Coopera Sudoeste foi o presidente do Sistema OCB, Sr. Márcio Lopes Freitas, que falou sobre suas várias experiências ao longo do tempo em que administra a instituição e deixou claro que as Cooperativas são organizações de pessoas que devem respirar o cooperativismo.

No segundo dia, o evento contou com a presença de vários visitantes aos stands das cooperativas expositoras, com interatividade entre o público e os palestrantes.

O Dr. Airton Spiens, Doutor em Economia dos Recursos Naturais, mestre em Ciências Agrícolas e ex-secretário da Agricultura e Pesca do Estado de Santa Catarina, abordou sobre  o tema: Fundamento da Competitividade e Sustentabilidade Econômica de Cooperativas.

 

 

Dando sequencia ao evento, com o tema Relacionamento com o Associado, a assessora de Ação Educativa da Cooperativa Lar, Carmem Teresa Zaghetti, falou sobre o trabalho desenvolvido em sua área, trazendo histórico, evolução e desenvolvimento das atividades realizadas com o quadro social.

Para ela, “o Cooperativismo é feito com a união de pessoas, ninguém faz nada sozinho. O Cooperativismo faz bem para a gente, faz bem para a família, faz bem para a produção e para a comunidade. Eu feliz, produzo mais e melhor, só o cooperativismo fala isso para nós e nos dá essa oportunidade.”

O Desafio dos Dirigentes: Atrair e Manter os Cooperados foi o tema da palestra do professor Roberto Belotti, que é palestrante e conferencista especializado em motivação no trabalho, na educação e cooperativismo. Sua palestra, teve como objetivo apresentar aos participantes a responsabilidade dos dirigentes com o cooperado, com o cumprimento das normas cooperativas, assim como com o aprendizado contínuo em todos os níveis e com o trabalho em equipe, na busca de resultados efetivos de forma a manter-se competitivo no setor.

Para Belotti, a princípio os homens se uniam para se aquecerem, para caçarem, era um ato de cooperação coletiva.

“Cooperativa é um somatório de interesses individuais de cada membro da sociedade; é unir forças para superar objetivos. A cooperativa só vai se manter forte se ela fortalecer seus cooperados e vice e versa, se ela dividir riquezas, trouxer qualidade de vida aos seus cooperados e à comunidade.”

Encerrando o ciclo de palestrantes, tivemos a participação do renomado jornalista e apresentador Caco Barcelos, do programa Profissão Repórter.

Com o tema Gestão Empreendedora: Lideranças para Diferentes Gerações, Caco falou sobre suas experiências de vida pessoal e profissional, de maneira encantadora, deixou claro através do seu depoimento a importância de nos preocuparmos com as pessoas, com um mundo totalmente tecnológico, violento e dinâmico.  Voltar os olhares para o ser humano e suas necessidades básicas também faz parte da essência do cooperativismo.

Por ASCOM CTES
Fotos: Marcelo Saback e Luciana Flores

 

 

 

Deixe uma resposta