Cooperativas baianas trilhando o caminho para a excelência

Com a missão de aprimorar ainda mais a atuação das cooperativas baianas, o Serviço Nacional de Aprendizagem do Cooperativismo – SESCOOP/BA realizou mais uma rodada de Workshops do Programa de Desenvolvimento da Gestão das Cooperativas (PDGC). Desta vez, dando início ao Ciclo 2019.

Para a palestrante, Gênia Porto, o objetivo da capacitaçãé preparar as cooperativas para realizarem uma autoavaliação que possibilite perceber melhor a maturidade das suas práticas de gestão. “Após essa capacitação, cada cooperativa responderá o questionário de autoavaliação. E, em seguida, o que vai fazer o diferencial no programa, a cooperativa vai elaborar o plano de melhorias, definindo prazos e quais serão as prioridades.”

Gênia chama atenção ainda para as alterações do instrumento de autoavaliação em 2019. “Neste Ciclo as cooperativas terão um pouco mais de trabalho com o bloco Governança, que está mais apurado e traz um pouco mais de questões do que nos ciclos anteriores, já que antes fazia parte da autoavaliação do bloco Gestão. Mas, certamente, o resultado será satisfatório”, afirma.

Com um plano de melhorias de gestão em execução, Débora Higino Andrade, que faz parte da área de desenvolvimento organizacional do Sicoob Extremo Sul, conta que a partir do PDGC foi possível organizar um comitê e revisar mensalmente as ações do plano. “Eu entendo o PDGC como um divisor de águas do cooperativismo. Ele traz excelentes indicadores de gestão e de governança, indicadores que nós não tínhamos, até então. A partir do momento que a gente entende, observa que é necessário trabalhar estratégias e planos, para cada uma daquela esferas que o próprio PDGC traz, a gente começa a potencializar a cooperativa. Entendendo que ela é responsável por gerar negócios sustentáveis. Além de que, o programa visa a perenidade da própria cooperativa. É a cooperativa no tempo dela, levando em conta suas especificidades”, conta

CAMINHO PARA EXCELÊNCIA

O sucesso na gestão de qualquer organização não ocorre de uma hora para outra, trata-se de um processo gradual, um caminho a ser trilhado. E uma das prioridades do PDGC é compreender em que nível estão as cooperativas para que elas atinjam o mesmo patamar, respeitando a sua trajetória e seu tempo de evolução. Tendo como premissa o processo evolutivo, a metodologia da Fundação Nacional da Qualidade, adotada pelo SESCOOP, possui quatro estágios de maturidade da gestão, sendo que cada qual tem, de forma implícita, uma pontuação. São: Primeiros Passos para a Excelência (estágio inicial), Compromisso com a Excelência (estágio intermediário), Rumo a Excelência (estágio intermediário) e Excelência (estágio avançado).

Desenvolvendo o programa, desde 2018, a presidente da cooperativa Uniodonto Feira de Santana, Camila Dórea, afirma que “a meta é caminhar de forma gradativa, colocando-o em prática dentro da cooperativa. O PDGC que vai direcionar onde estão nossas falhas, onde precisamos melhorar. O PDGC tem nos ensinado como fazer, onde fazer e a importância, principalmente, do registro.”

Para Vladimir Bastos, que faz parte do Conselho Administrativo da COOPAITA, a participação neste Ciclo possibilitará reorganizar seu quadro de gestão. “É o segundo Ciclo que participamos e vemos como fundamental para a nossa cooperativa, pois temos uma deficiência na área de gestão. Com O PDGC podemos impulsionar mudanças na área de governança, pensando no crescimento da cooperativa.”

A busca pela excelência é trabalhar na melhoria contínua da cooperativa. É com essa consciência que Janilson Amorin, conselheiro da cooperativa COOPEX, participa do programa desde 2015.Após o contato com o programa, ele percebeu o seguinte: “até o nível de cobrança que temos com nossa atuação dentro da cooperativa aumenta. A gente busca cada vez mais a excelência, não só no processo de uma área, mas em todos os processos para ter uma melhoria na qualidade em todos os serviços que propomos.”

DEPOIMENTOS SOBRE O PROGRAMA:

“O PDGC é muito importante para que a gente adquira o conhecimento e possa partilhar com os cooperados. Para que eles tenham noção sobre os passos da administração da cooperativa que, futuramente, possam ocupar esse espaço. Vamos voltar para a cooperativa e tentar implementar o que está sendo passado. Esperamos ter sucesso.”  – Cid Ferreira – diretor presidente da COOPERELITE

“É uma ferramenta de grande importância e de grande relevância. A COOPERIL já está desenvolvendo há algum tempo, e conseguimos perceber com muita tranquilidade a evolução do nosso trabalho, se compararmos o início e a nossa atuação hoje, percebemos um avanço significativo. Embora tenhamos a consciência que ainda temos muito passos para caminhar.” – Alaerte Aronia – Presidente da COPERIL

“O PDGC é uma experiência muito enriquecedora, tanto para a vida profissional como para a vida pessoal. A COOPEX vem mudando gradativamente a postura da gestão, após o Workshop. É possível ver o nosso desenvolvimento na maturidade das nossas informações, nos nossos processos gerenciais.” – Patrícia Alves – Direção administrativa da unidade em Paulo Afonso da COOPEX

O Ciclo de Workshops, realizado entre os dias 25 e 30 de março, foi desenvolvido em três turmas e contou com a participação de 87 dirigentes e representantes de cooperativas baianas.​

LANÇAMENTO VÍDEO PDGC BAHIA

Durante o evento, os participantes assistiram ao vídeo do PDGC Bahia, produzido pelo SESCOOP/BA, que divulga o quanto as cooperativas baianas têm trabalhado para melhorar constantemente a sua gestão e um dos grandes aliados das cooperativas nesse processo é o Programa de Desenvolvimento da Gestão das Cooperativas (PDGC).

Confira o vídeo clicando aqui. Disponível também nas redes sociais do Sistema OCEB.

Ascom Sistema OCEB.

Deixe uma resposta