Responsabilidade social: conheça os benefícios desse compromisso para sua empresa

A responsabilidade social envolve ações desenvolvidas pelas empresas com o intuito de contribuir para uma sociedade mais justa e minimizar impactos ambientais e sociais por meio de atitudes sustentáveis.

Apesar de o conceito de responsabilidade social estar muito em voga nos últimos anos, o termo começou a ser abordado no Brasil já entre as décadas de 50 e 60, quando essa passou da simples filantropia, representada por doações ou abertura de fundações, por exemplo, para reflexões sobre a responsabilidade das organizações frente à obrigações legais, ambientais e sociais de uma maneira geral.

Mas afinal, do que se trata a responsabilidade social?

Como dissemos a responsabilidade social não é mais vista somente como ações filantrópicas isoladas. Hoje o conceito se refere a um compromisso das empresas em buscar um mundo mais justo, por meio de atitudes e ações, as quais contribuam para o bem estar da comunidade dentro e fora do ambiente organizacional de forma voluntária, levando em conta os interesses da sociedade em geral.

Ela pode ser desenvolvida de forma bastante ampla e abranger diversas áreas, como meio ambiente, saúde, educação e cultura. Na prática, por meio de ações que contemplem esses setores, as empresas podem trazer benefícios para seus colaboradores e também para a população, melhorando sua qualidade de vida.

Por outro lado, a responsabilidade social também se encontra em uma gestão mais transparente e de qualidade, que tenha cuidado com a matéria prima e a utilize de forma sustentável, de maneira a contribuir com a conservação do planeta.

Quais os tipos de responsabilidade social?

A responsabilidade social de uma empresa, como citado, pode envolver uma série de áreas diferentes. Porém, ela não deve ser confundida com a terceirização de investimento social por meio, somente, do auxílio à ONGs ou outras entidades que defendam uma causa.

Ela deve ser encarada, sim, como uma forma de gestão, que se baseie na atenção ao consumo de matéria prima dentro da empresa, à otimização de processos e melhorias para que se esses se adequem à realidade ambiental, cuidar do clima organizacional, ter ética e transparência e garantir tanto a sustentabilidade do negócio quanto do ambiente e da sociedade em que esse está inserido.

Qual sua importância?

Atualmente, os consumidores dão muito mais importância às questões sociais ao optarem por uma marca e tomarem suas decisões.

Para você ter uma ideia, uma pesquisa da Opinion Box, mostrou que 42% dos consumidores brasileiros se preocupam muito com práticas sustentáveis e 49% deles se preocupam pelo menos um pouco. Além disso, 65% dos entrevistados deixariam de comprar produtos de uma marca que poluísse o meio ambiente e 66% se ela se envolvesse com trabalho escravo.

Ou seja, para ser bem visto no mercado não basta mais somente comercializar produtos ou serviços de qualidade, é preciso também se envolver com causas que agreguem à comunidade e demonstrem a preocupação da marca em contribuir para uma sociedade mais justa por meio de seus propósitos e ações.

Além de contar com uma percepção positiva do consumidor, o que consequentemente auxilia nos bons resultados da empresa, há outros seis motivos para que seu negócio adote uma causa, os quais você vê seguir:

Mais inovação

A partir do momento em que uma organização passa a pensar em formas mais sustentáveis de realizar os processos necessários para o seu andamento, automaticamente ela começa a  inovar por meio das ações de renovação e responsabilidade social envolvidas. E isso, certamente, é visto de forma positiva por públicos importantes, como consumidores, clientes e investidores.

Melhora da imagem da marca

Uma empresa que investe em responsabilidade social e se preocupa em produzir, empregar, descartar e vender de uma maneira mais sustentável, além de se engajar de forma ativa em alguma causa que envolva a comunidade e respeitar os seus colaboradores, por exemplo, deixa de ser vista como um local que visa somente o lucro.

E, assim, a imagem da marca passa a ter muito mais valor perante o consumidor e a opinião pública, beneficiando de forma direta os resultados da empresa e o seu faturamento.

Continue lendo aqui.

 

Fonte: empresasecooperativas.com.br

 

Fonte:

Deixe uma resposta