Prêmio da ANEEL celebra atuação de cooperativas

Brasília (26/2/19) – As cooperativas de distribuição de energia elétrica fizeram bonito na edição do Prêmio IASC 2018 – Índice ANEEL de Satisfação do Consumidor – que reconhece as distribuidoras mais bem avaliadas pelos consumidores residenciais, numa pesquisa de opinião realizada em todo o Brasil no ano passado. A cerimônia de premiação ocorreu nesta segunda-feira, na sede da Agência Nacional de Energia Elétrica, em Brasília.

A Cooperativa de Eletrificação Lauro Müller (Coopermila), de Santa Catarina, ficou em primeiro lugar na categoria até 10 mil associados; a Cooperativa Regional de Energia e Desenvolvimento Ijuí Ltda (Ceriluz), do Rio Grande do Sul, levou a melhor em duas categorias: acima de 10 mil associados e total geral; e a Cooperativa de Eletrificação de Ibiúna e Região (Cetril), faturou o primeiro lugar no ranking das maiores permissionárias em crescimento (2016/2017).

Foto: Saulo Cruz/MME

Além disso, a única cooperativa concessionária de distribuição de energia do país, a Cooperaliança, ficou entre as finalistas da Categoria Sul e Sudeste acima de 30 mil até 400 mil unidades consumidoras.

O presidente do Sistema OCB, Márcio Lopes de Freitas, avaliou a premiação. “As cooperativas mostram ao país, mais uma vez, o quanto o cooperativismo é capaz de transformar as realidades. Elas levam energia elétrica aos lugares onde nenhuma grande empresa se preocupa em chegar e as notas mostraram que o nosso modelo de negócios é o que mais se importa com as famílias. É por isso que a nota média das cooperativas permissionárias (75,84) superou em mais de nove pontos percentuais a nota média das concessionárias que foi de 66,33. Isso quer dizer que, no ranking da Aneel, onde a opinião do consumidor é o que mais importa, das 17 melhores distribuidoras de energia do país, 16 são cooperativas”, comemora Márcio Freitas.

 

PREMIAÇÃO

A cerimônia contou com a presença do diretor-geral da ANEEL, André Pepitone, dos diretores Rodrigo Limp, Sandoval Feitosa, Efrain Pereira e Elisa Bastos, além do ministro de Minas e Energia, Bento Albuquerque, e, também, representantes do movimento cooperativista brasileiro.

Pepitone destacou que o prêmio é realizado há 16 anos e possui uma metodologia madura. “O IASC já é uma tradição no setor elétrico e representa uma avaliação sob o olhar atento do consumidor, que está cada vez mais exigente por um serviço de qualidade e cabe a nós, como órgão regulador, exigir esse nível de excelência no serviço”, disse.

 

PESQUISA

A pesquisa foi realizada pela empresa Praxian Business & Marketing Specialists, no período de 17 de setembro a 14 de dezembro de 2018. Foram entrevistados 23.446 consumidores residenciais, de forma presencial domiciliar, de 608 municípios atendidos pelas 92 distribuidoras, sendo 54 concessionárias e 38 permissionárias.

Divulgado anualmente pela ANEEL desde 2000, o Iasc retrata o grau de satisfação do consumidor em relação à qualidade dos serviços prestados pelas distribuidoras de energia elétrica e tem o propósito de estimular a busca pela melhoria contínua. A ANEEL premia desde 2002 as distribuidoras mais bem avaliadas, desde que seja atingido um escore mínimo de 60 pontos.

Desde abril de 2017, com fundamento nos Procedimentos de Regulação Tarifária – Proret, a variação anual do Iasc faz parte do componente de qualidade do fator X nas revisões tarifárias periódicas das concessionárias de serviço público de distribuição de energia elétrica. (Com informações da ANEEL)

 

Por AURÉLIO PRADO/OCB

Deixe uma resposta